RSS

4 estados ainda liberam “driver´s license” a indocumentados

20 jul

foto 02Havaí, Novo México, Washington (estado) e Utah não impõem restrições para liberar o documento

O número de estados que fornecem carteiras de motorista a residentes ilegais nos Estados Unidos foi diminuindo gradativamente, à medida em que as leis de imigração ficaram mais severas. Somente os 4 estados citados acima permanecem com o programa de documentação, ainda assim com algumas restrições.

Os estados de Novo México e Havaí estão entre os que não pedem comprovação de residência no país, sendo que nesses dois estados ainda é possível tirar até a carteira de identidade. O estado de Utah é mais exigente, pois fornece a carteira de motorista por tempo determinado ao ilegal, mas essa não pode ser usada como carteira de identidade para outros fins, como por exemplo, abrir conta em banco.

O estado de Washington ficou com o “primeiro lugar” nessa pequena fraternidade, apesar de esforços persistentes de algumas instituições normativas para mudar a lei. Esse ano, pelo quarto ano consecutivo, uma iniciativa de cidadãos no sentido de negar a carteira para imigrantes ilegais não conseguiu levantar o número suficiente de assinaturas para a necessária desqualificação durante as eleições.

Há um projeto de lei circulando entre os deputados estaduais para impedir definitivamente que os imigrantes ilegais obtenham carteira de motorista em Washington, mas, até agora, o projeto não teve nem mesmo uma primeira audiência.

A carteira de motorista é a maneira básica para se identificar uma pessoa aqui no país. É usada para tudo, desde requerimentos ao governo, para viajar de avião ou para trocar um cheque no banco. Em Washington são emitidas um milhão de carteiras por ano.

Acreditam os observadores pesquisados pela nossa reportagem que as leis naquele estado permanecem imutáveis pelo fato de que a agricultura local emprega um grande número de imigrantes, que têm necessidade de se deslocarem de suas casas para as fazendas onde trabalham.

Os democratas do estado continuam dizendo que não vêm nenhum problema com o programa de carteiras de motoristas em Washington e vão mais além, afirmando que os ilegais devem ter acesso à carteira sim, pois essa é a única maneira de serem registrados com suas impressões digitais, melhorando a segurança do país.

Oregon foi atacado por falsificadores

Até quatro anos atrás, os imigrantes ilegais podiam obter suas carteiras de motorista em 10 estados – incluindo o Oregon – mas o Governador Ted Kulongoski ordenou o cancelamento do privilégio, depois que oficiais federais o avisaram que Oregon havia se transformado num centro de falsificações e fraudes, com inúmeros casos sendo investigados. O estado de Maryland, que também fornecia carteiras a ilegais, recebeu milhares de formulários de residentes de outros estados, sendo forçado a mudar suas leis, à luz das fraudes de Oregon e outros estados.

Hoje, a maioria dos estados americanos aplica a Real Id, uma lei federal de 2005, baseada em recomendações federais e da comissão de segurança pós- 11 de Setembro de 2001, que requer que os estados verifiquem a situação legal dos recorrentes, pois eles precisam ser cidadãos ou residentes legais.

A administração Obama trabalha numa medida no Congresso para consertar a lei, revertendo algumas das provisões que impedem o ilegal de obter a tão necessária identificação rodoviária. Mas, para quando, ninguém sabe.

Segurança no trânsito

Os defensores dos imigrantes afirmam que permitir que os ilegais obtenham uma carteira de motorista válida é um meio de proteção para todos os habitantes, assim como passou a ser um assunto de valor humanitário. Milhões de imigrantes dependem de automóveis para manterem seus empregos.

A deputada Phyllis Gutierrez (Democrata, de Washington) deu, recentemente, uma entrevista na qual afirmava que: “Imaginem o impacto social e comercial que haveria na agricultura, caso (*os ilegais) não tivesem condições de obter carteira de motorista. Afinal, são mais de 100 mil empregos, somente em nosso estado”. Ela jogou mais lenha nessa fogueira, admitindo: “Nosso departamento de trânsito não tem nada a ver com o trabalho do ICE”.

Segundo os simpatizantes do movimento imigratório, pelo menos os que têm carteira oficial de um estado, devem ter passado no teste de direção e são obrigados a comprar seguro, aumentando e melhorando a segurança do país.

Porém, amigo imigrante, para obter a carteira daqueles estados, é necessário que você more por lá mesmo, pois há cerca de um ano e meio, mais ou menos, foram descobertas várias quadrilhas vendendo carteiras de Washington por milhares de dólares. Isso obrigou os departamentos de trânsito dos outros estados a fecharem as lacunas existentes nos requerimentos, fazendo mais complicada a obtenção do tão necessário documento.

Infelizmente, é difícil identificar as pessoas inescrupulosas que, em geral, contribuem para a criação de gangs especializadas em roubo de identidade, um crime que acaba envolvendo muitas vítimas, com alto custo individual e para a nação.

About these ads
 
Deixe um comentário

Publicado por em 2009/07/20 em Noticias

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 390 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: