PT – um partido que não vê o próprio rabo

Eu sou um eleitor que busca votar em pessoas e não em partido e por anos relutei dar o meu apoio ao Partido dos Trabalhadores (PT). Isso porque nunca concordei com a maneira dos petistas agirem. Isso porque via em minha frente uma legenda que se criou fazendo manifestos contra a corrupção e bandidagem que crescia no Brasil, além de atacar os adversários.

Mas depois que o presidente Luis Inácio Lula da Silva conseguiu o seu primeiro mandato, eu percebi que ele fez um bom trabalho e isso me cativou. Passei então a admirá-lo como político. Mas com o passar do tempo eu vi esta admiração cair por terra e desmoronar como o muro de Berlim.

Com o surgimento do “mensalão” e a condenação dos envolvidos a visão que tinha dos petistas ficou ainda pior. Grupos e seguidores de corruptos criaram campanhas para levantar dinheiro e pagar as multas de cada um dos “ladrões”. Ou seja, uma pessoa entrou em sua casa, roubou o seu dinheiro, todos viram e as provas foram incontestáveis. Mas o seu vizinho defende o criminoso e ainda passa na vizinhança levantando dinheiro para pagar a fiança.

O que os petistas estão fazendo pode significar apenas duas coisas: ou eles são burros, ignorantes e andam como jumentos com tapa olho, ou fazem parte do, mesmo grupo e apoiam a corrupção, desde que ela fique em família.

Todos os envolvidos, não me interessa se tem um passado histórico de respeito ou não, são criminosos e roubaram da nação. Se for assim, um trabalhador que por anos luta pela sua família, ganha pouco, é respeitado e de repetente rouba um banco, também merecia o perdão. Bom pelo menos é o que pensa a grande maioria dos membros do Partido dos Trabalhadores.

Se alguém ler este artigo e achar que eu estou errado, pode ter certeza de que também faz parte do mesmo saco. Saco este que deveria ser jogado em um rio para não mais prejudicar o Brasil.

Ainda me lembro quando os petistas foram às ruas para perseguir e tirar Fernando Collor da presidência do Brasil. Mas com o “mensalão” foi bem diferente. Mesmo com várias provas, os petistas teimam em defender os condenados. Como diz o Pantaleão, personagem criado pelo saudoso Chico Anysio, “tá com dó, leva procê”.

Mais uma vez: não entendo porque defender um criminoso condenado baseado em provas irrefutáveis. Qual a lógica do PT? “Se você roubar é criminoso. Mas seu foi eu, tudo certo”.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s