Jovem salva mãe da deportação

Danilo Brack: "Acho que conseguimos, pelo menos, conscientizar as pessoas da seriedade de tudo que fazem e de contratar um profissional capaz pra representá-los, mesmo que não seja nós"
Danilo Brack afirma que é possível cancelar uma deportação, mas depende do caso

O jovem Bryan Rivera, 20 anos, viveu momentos difíceis nas últimas semanas. A sua mãe, vítima de violência doméstica, estava enfrentando um processo de deportação. Ela tinha sido denunciada pelo seu ex-marido e abusador, o qual queria vingança porque a imigrante exigiu que ele pagasse a pensão do filho.

Thelma Martinez Soto estava há um mês detida em um centro de detenção Henderson, em Nevada. Tudo estava certo de que muito em breve ela seria deportada para o México, país de onde saiu há mais de 24 anos. O rapaz disse que ela parecia “uma bola de nervos” e que não conseguia dormir, pois sabia que teria uma grande dificuldade de se adaptar à cultura de seu país.

Com poucas esperanças de que a mãe permanecesse nos EUA, o rapaz participou de uma audiência de imigração na noite de terça-feira da semana passada, dia 18, em Las Vegas. Ele pediu ajuda aos deputados Steven Horsford (D-Nevada), Luis Gutierrez (D-Illinois) e Ruben Hinojosa (D-Texas). O apoio dos três políticos parece ter surtido efeito e Soto foi liberada na tarde do dia seguinte, dia 19.

Ela se reuniu com seu único filho depois que Gutierrez e Horsford apelaram para o Departamento de Imigração dos EUA. A imigrante, agora, passou de quase deportada para uma pessoa que poderá aplicar para se torna legal no país. “Eu estava com tanto medo”, disse ela, ressaltando que “ainda não consegue dormir direito e que sua pressão arterial está alta”.

Soto e seu filho foram à igreja dar graças a Deus pela bênção recebida e também fizeram questão de agradecer aos políticos que ajudaram neste caso. Isso foi feito durante um almoço, onde os legisladores apresentou a imigrante como um caso de sucesso na busca pela legalização nos EUA e que o sistema de imigração deste país está “quebrado e defasado”.

Mãe abraça o filho após ter a deportação cancelada
Mãe abraça o filho após ter a deportação cancelada

O rapaz falou e disse que mesmo sofrendo muito, nunca deixou de lutar de manter a mãe junto com ele. “Eu estou falando em nome das centenas de milhares de crianças e famílias que estão sendo separadas devido ao sistema falho de imigração deste país”, se emocionou. Sua mãe trabalha em uma lanchonete local, ganhando o suficiente para sustentar a família e se ela fosse deportada, o filho certamente teria que interromper os estudos para trabalhar.

 

AJUDA BRASILEIRA

Casos assim são comuns nos Estados Unidos e cabe às pessoas envolvidas procurar a ajuda certa. O advogado brasileiro Danilo Brack explica que quem está em processo de deportação pode ter uma chance de permanecer no país, mas precisa ter o seu caso estudado antes de tudo. “Jamais vou afirmar que podemos interromper um processo de deportação, se não conheço o caso”, fala.

Mas segundo ele, dependendo do caso e da história do imigrante, existem chances reais de uma interrupção no processo de deportação. “Mas para afirmar com certeza, eu preciso conhecer a situação da pessoa”, continua.

Para saber mais sobre o assunto é só ligar para o telefone (978) 453-7225.

 

banner anuncie logo cdle banner hitech auto center banner danilo banner extravaganza banner ctib

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s