Casal de brasileiros denuncia exploração no trabalho em Boston

Gleyde e seu esposo trabalharam e não receberam
Gleyde e seu esposo trabalharam e não receberam

 Centro do Imigrante Brasileiro (CIB) abriu as portas e quer ajudar a resolver o caso 

A capixaba Gleyde Anne e seu esposo Vitor Keller entraram para a lista dos brasileiros que são vítimas de uma atividade que ganhou o apelido de “trabalho escravo”. Os dois receberam a indicação de uma mulher estaria precisando de pessoas para trabalhar. Eles ligaram para a proprietária da empresa de limpeza de casas e carpetes.

A mulher que atendeu, identificou-se por Miriam, e combinou com o casal de pagar US$10.00 por hora, o qual teria que lavar três apartamentos no Cityview Residential, em Boston, que estavam vazios. “Eu e meu marido passamos o dia todo limpando, começamos às 8 horas e concluímos o serviço às 18 horas”, fala ressaltando que após o término do trabalho, a contratante disse aos dois que não os pagaria porque eles não tinham Social Security.

Mas Gelyde afirma que a contratante não exigiu o documento no ato em que firmou o contrato. “Ela sabe que muitas pessoas aqui não têm este documento e deveria ter nos perguntado antes e não ter-nos feito de escravos”, se revolta. “O valor horas trabalhadas ficou em US$100.00 para cada um. Não é muito, mas para quem chegou aqui ontem e precisa se firmar no mercado, isso é muito sim”, continua.

Gleyde está nos Estados Unidos há pouco mais de dois meses e seu marido há uma semana. Ela relata que depois do ocorrido, tentou conversar com a tal Mirian, mas não teve acordo. “Ela me xingou e disse que não pagaria porque eu não tenho o tal documento”, fala ressaltando que ela não responde às mensagens enviadas por telefone e no Facebook.

A capixaba disse que tem provas de que trabalhou e tem o contato do gerente dos apartamentos que limpou. “Ele tinha que inspecionar como estava o trabalho e por isso nos viu trabalhando. Ele é a prova de que fizemos o serviço”, disse. Tnetamos entrar em contato com Mirian, a proprietária da empresa, mas ela não respondeu a nenhuma das tentativas.

 

VIOLAÇÃO DAS LEIS

A Diretora-Executiva do Centro do Imigrante Brasileiro (CIB) foi contatada pela redação e falou que este tipo de irregularidade é comum e que muitos imigrantes, por medo, acabam não procurando os seus direitos. O primeiro ponto levantando por ela é que o trabalhador tem todos os direitos, independente de sua situação no país. “Se você trabalhou, tem o direito de receber por isso”, explica.

Em relação à exigência do Social Security, Natalícia disse que não existe lógica nisso. “Se ela só pagaria mediante a apresentação do documento, deveria ter avisado antes do trabalho ser executado”, continua.

Natalícia afirma que a patroa está violando as leis do trabalho se negando a pagar o serviço e pode ser penalizado por isso. “Abrimos as portas do CIB para ajudar este casal e os dois podem nos procurar a qualquer momento”, fala concluindo que os profissionais da entidade darão total suporte para resolver o caso, inclusive tentar contato com a contratante.

acougebanner garraBANNER DANILO BLOG

Anúncios

9 comentários

  1. SOU DONO DE COMPANIA E NUNCA TERIA CORAGEM DE FAZER ISSO COM QUEM TRABALHA OU JA TRABALHOU PRA MIM… ESSA TAL MIRIAM EH UMA PILANTRA APROVEITADORA DOS QUE NECESSITAM … JA PASSEI POR ISSO AQUI MESMO EM BOSTON HA 14 ANOS ATRAS TRABALHANDO PRA UM LAZARENTO DE UM BRASILEIRO QUE SUMIU SEM PAGAR NINGUEM DEPOIS DE TRES MESES TRABALHANDO PRO F.D.P…. Gleyde Anne e seu esposo Vitor Keller LIGUEM PRA MIM E DEIXEM RECADO NO MEU CELULAR QUE RETORNAREI. VOU AJUDA-LOS A PEGAR SEUS PROPRIOS CLIENTES DE LIMPEZA COM A MINHA ASSESSORIA QUE TENHO FORA O MEU SERVICO DE LIMPEZA… BOA SORTE PRA VOCES E NAO DESISTAM DE RECEBER SEU DINHEIRO QUE EH SEU POR DIREITO INDEPENDENTE DE TEREM SOCIAL OU NAO… MEU NUMERO – 617 763 09 78. AGUARDO SUA LIGACAO…

  2. Devemos denunciar esse tipo de brasileiro. Ganancioso que so pensa em pisar em Seus conterraneos…. Deve se applicar uma Milta a firma dessa Miriam pra que ela saiba como se anda na lei nesse pais…..

  3. quero saber o uqe foi q essa dona miriam esta achando disso agora? rsrsrs pensou q eles ia ficar calados na deles por medo? tomouuuu… ficou feio pro seu lado agora em Miriam

  4. Isso e uma vergonha para Comunidad Bradileira. Esta Miriam deve ser entregue para as autorides americanas por trabalho escraving ai ela vai ver que nao esta no brazil onde tudo acabaram em pizza. E vai pagar caro por isso.

  5. Isso e uma vergonha para Comunidade Brasileira. Esta Miriam deve ser entregue para as autorides americanas por trabalho escravo ai ela vai ver que nao esta no brazil onde tudo acaba pizza.

  6. Olha tem muitas pessoas que fazem de seus impregados escravos,fazendo eles limparem o chao agachados,e aqui nao se usa os instrument de trabalho como o brazil,exemplo rodo esses panos,os Americanos em si nao sabe que brasileiras sao humilhadas dentro da casa deles,ah se eles soubessem essas donas de companinha seriam mandadas embora,sou brazileira e nunca trabalhei pra brazileiros,claro que tem a exesao,pessoas que limpam as casas nao tem horario pra comer ,porque????????????????

  7. E para onde ligamos para denunciar essas cias abusivas? Tomei um calote de $3.000 e ainda bati o motor do meu carro prestando serviços para uma cia q disse q não ia me pagar pq eu nao limpei bem. Trabalhei 3 semanas e a pessoa “só não gostou do meu trabalho” na hora de me pagar. Tenho provas de tudo. Obg.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s