Brasileiro é preso por policial que matou conterrâneo em 2008

Vinícius estava em alta velocidade
Vinícius dirigia em alta velocidade

Vinícius apresentou nome falso e tem mais de 30 violações de trânsito em Massachusetts

Um homem foi preso em Centerville, região do Barnstable (Massachusettss), na sexta-feira (09), depois de supostamente mentir para um policial dando uma identificação falsa. De acordo com um comunicado divulgado pelo Departamento de Polícia de Yarmouth (MA), o agente Christopher VanNess abordou o veículo Saab ano 2003, na Rota 28.

A abordagem foi por volta das 6:00 p.m. e a alegação do policial foi de que o condutor estava em alta velocidade e que o veículos apresentavam defeitos que violavam as leis de trânsito. O oficial disse que motorista informou que não tinha “driver´s license” e que portava apenas uma carteira de motorista do Brasil. “Ele se apresentou com o nome de João Caus”, disse Christopher VanNess.

O policial solicitou uma pesquisa em torno do nome dado pelo brasileiro e o nome informado pelo passageiro, o sistema não encontrou nenhuma informação. O motorista então entregou ao oficial uma carteira que continha um documento que o identificava por Vinícius C. Zangrande, 31 anos, residente na Harrison Road, em Centerville.

Ao checar este nome, o policial constatou que existia uma carteira de Massachusetts em nome de Vinícius, a qual tinha sido revogada por várias violações de trânsito.

Segundo a polícia, ao longo dos últimos dez anos, Vinícius acumulou mais de 30 violações em sua carteira. Ele foi preso e levado para o Departamento de Polícia de Yarmouth, onde foi indiciado por conduzir um veículo com carteira revogada, se recusar a se identificar a um oficial, conduzir um veículo com equipamentos defeituosos e excesso de velocidade.

Na segunda-feira, dia 12, compareceu ao Tribunal Distrital de Barnstable, onde foi acusado oficialmente.

Christopher VanNess

O policial Christopher Van Ness já foi notícia na mídia brasileira, quando atirou e matou um brasileiro que se recusou a parar em uma blitz. Isso aconteceu em julho de 2008 e mesmo o oficial inocentado do crime, a comunidade continua achando que ele deveria ser condenado.

********************************************************************************************************************************************

acougebanner garraBANNER DANILO BLOGlogo cdle

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s