RSS

RECEITA DA SEMANA: Rondelli de presunto e queijo

banner blog a voz cozinha cabeca

Fala ai galerinha que me acompanha todos os dias. Mais uma vez estou por aqui para mostrar meus dotes culinários. Hoje decidi fazer um “rondelli”, desde a massa até o recheio. Tenho certeza de que vocês vão gostar e rapidinho vão querer fazer, pois é muito fácil.

foto rondelliPrimeiro vamos aos ingredientes da massa:

1 e 1/3 de xícara de farinha de trigo

2 ovos

sal a gosto

MODO DE FAZER: em uma superfície plana e limpa, coloque  a farinha de trigo em forma de um monte, jogue por cima pintadas de sal a gosto. Faça um buraco no topo e coloque os ovos. Vá misturando tudo com um garfo até que fique pronta para ser amassada com as mãos. Se precisar acrescente um pouco mais de farinha ou de ovo.

Amasse bem até que obtenha uma massa homogênea e desgrude dos dedos, depois embrulhe com um pano e deixe descansar por cerca de 15 minutos. Após este tempo, abra a massa com um rolo sobre um papel filme, deixando em uma espessura fina e formato de retângulo, acertando as laterais.

Coloque um papel filme por cima da massa e a enrole. Depois pegue um pano, abra-o sobre a mesa e enrole nele a massa que está enrolada no papel filme. Em seguida coloque em uma panela para cozinhar por cerca de 30 minutos ou até que perceba que já está cozida.

Retire-a do fogo, espere esfriar e desenrole com cuidado. Agora vamos para o recheio. Lembrando que você pode escolher o que melhor lhe agradar. Eu escolhi presunto e queijo.

Ingredientes:

600 gramas de presunto

500 gramas de mozarela

100 gramas de queijo ralado

MODO DE PREPARO: cubra a massa com uma camada de presunto, depois uma de mozarela e assim por diante. Enrole a massa e corte em pedaços de 5 centímetros. Coloque os pedações em uma forma e por cima coloque um molho feito como creme de leite e molho de tomate (frite cebola até que doure, coloque o molho e em seguida coloque o creme de leite).

Jogue o queijo ralado por cima do molho e leve ao forno até que o queijo derreta. Pronto é só servir.

 
 

Denúncia de abuso sexual gera revolta em brasileiros de Weymouth (MA)

Verino se diz injustiçado e recebeu apoio de muitas pessoas

Verino se diz injustiçado e recebeu apoio de muitas pessoas

Este blog e parte da mídia comunitária de Massachusetts publicou, no início da semana, uma matéria sobre a denúncia de uma brasileira contra um empresário, também brasileiro. Segundo a suposta vítima, M.G., o dono da Belô Art, Verino Santos Neto, a teria assediado sexualmente. O assédio aconteceu, segundo a “vitima”, em abril deste ano e somente no sábado (19) ela decidiu chamar a polícia.

A história contada por ela aos policiais e à mídia parece não ser o que a comunidade acredita. Isso porque depois que a matéria se tornou pública, dezenas de pessoas ligaram para a redação deste noticioso, enviaram e-mail e mensagens no facebook, criticando a história. Na ocasião, a reportagem tentou entrar em contato com o próprio acusado, mas o seu celular estava desligado, pois ainda se encontra em poder da polícia.

A mídia teve acesso à história de M.G. e os relatos do boletim de polícia da cidade Weymouth que relatam a suposta tentativa de abuso e os remédios brasileiros vendidos em sua loja, que foram revelados à polícia por ela própria.

Na segunda-feira (21), o empresário foi liberado e celebrou a soltura postando uma foto no facebook com os dizeres: “comemorando com os amigos. Muito obrigado”. A audiência aconteceu na Quincy District Court. O advogado de Verino foi Timothy Shyne e a fiança foi estipulada em US$1mil dólares. A promotora pediu US$10 mil, mas o juiz reduziu o valor.

Durante a audiência, o advogado relatou que Verino um homem solteiro e M.G. é uma mulher casada, mas que os dois tinham um romance e o que ela fez foi uma vingança.

Uma grande quantidade de pessoas se manifestou em defesa do empresário. A audiência que ocorreu na segunda-feira, dia 21, ficou lotada e muitos brasileiros foram dar o seu sinal de apoio a Verino. Ele foi liberado após pagar fiança e agora ele se prepara para sua próxima audiência no final de outubro. M.G. foi bastante criticada no facebook pelas pessoas. Muitos não acreditam em sua história.

Verino colocou sua loja à venda a pouco tempo por um valor em torno de $40 mil. Mas de acordo com a suposta vítima, ele não venderia a loja para ela, que aluga parte do local há 6 anos pra realizar seus serviços de tradutora, intérprete e notária pública. E de acordo com os relatos da maioria dos brasileiros, a vítima teria entregado Verino para poder ficar com a loja.

Este blogueiro tentou conversar com Verino para que ele contasse o seu lado da história. Através do facebook ele forneceu dois números de telefone, mas em nenhum deles houve resposta.

 

REVOLTA

No facebook, a comunidade se mobilizou para atacar M.G., que segundo a maior parte das pessoas, é a errada na história. O DJ Binho, que retornou ao Brasil há algum tempo, disse que foi vítima dela. Ele ficou sabendo do acontecido e procurou a redação para contar o que aconteceu com ele. “Ela é uma oportunista e quase não consegui viajar ao Brasil por conta de uma fraude cometida por ela”, fala ressaltando que contratou os serviços da brasileira para que ela fizesse a sua declaração de mudança.

Binho pagou US$600, mas quando a procurou, “ela inventou várias desculpas” e não entregou o documento. Ele conta que foi conversar com M.G. pessoalmente e que ela disse que não teria jeito de resolver o problema. “Quando eu pedi o meu dinheiro de volta, ela disse que não daria e que se eu continuasse insistindo, iria mexer os seus pauzinhos e chamar a polícia”, ela vive de ameaçar as pessoas só porque ela é legal no país.

Segundo ele, M.G. teria jogado US$30 na mesa e falado para Binho se contentar com aquilo, pois era uma ajuda. “Ela me disse que se eu ficasse alí iria complicar a minha vida e que era bem provável que eu não conseguisse viajar”, continua.

Além de Binho, outras pessoas ligaram para a redação do Brazilian Times para falar de supostas ameaças feitas por M.G. Uma mulher que não quis se identificar lembrou que a brasileira postou uma foto do seu carro no facebook há algum tempo e escreveu: “uma imigrante ilegal bateu em meu carro”. Segundo ela, a ideia era amedrontar a pessoa e foi tido como um sinal de racismo e preconceito por parte das pessoas.

tv por assinatura tom mr cable resolve

 
Deixe um comentário

Publicado por em 2014/07/23 em Noticias

 

Filho de brasileiro espera ajuda para enfrentar leucemia

Família de Raphael organiza rifa para levantar recursos

Família de Raphael organiza rifa para levantar recursos

Raphael foi diagnosticado com Leucemia Mieloide Crônica, doença que afeta 2% das crianças no mundo

Raphael Dias Machado, filho do brasileiro Aristides Machado com a açoriana Maria Machado, vive uma adolescência diferente dos jovens de sua idade. Ele luta contra uma doença chamada de Leucemia Mieloide Crônica. Nascido na cidade de Cambridge (Massachusetts), ele tem 16 anos de idade e no dia 26 Outubro foi diagnosticado com a LMC.

Grande parte dos custos foi coberta pelo Mass Health e pelo fato do rapaz estar servido como cobaia em um estudo que busca a cura para a doença. Apesar da maioria dos tratamentos não prover a cura, eles atrasam a sua progressão.

Mas o que a família, que mora em Everett (MA), busca agora é prepará-lo para um possível transplante de medula óssea. Apesar da maioria dos tratamentos não curar a doença, eles consegue atrasar a sua progressão. Cerca de 30% pacientes vivem até dois anos depois de receber o diagnóstico enquanto que outros conseguem ficar vivo até quatro anos.

Por isso será preciso fazer um tipo de inseminação que vai deixar o organismo dele pronto para o um possível transplante de medula. Para cobrir estas despesas, os pais resolveram iniciar uma campanha em bisca de recursos. O primeiro passo foi criar uma rifa com vários prêmios: 01 contêiner de 40 pés para o Brasil, uma passagem de US1 mil para qualquer lugar, um jantar para duas pessoas no Boston Garden com direito a passeio de limousine, um televisor de 30 polegadas smartv, gifts no valor de US$300 e US$250, um tablete Toshiba, dois relógios (masculino e feminino), uma passagem no valor de US$250.00, óculos unissex da marca Prada.

O sorteio acontecerá no dia 17 de outubro e as pessoas interessadas em ajudar ou saber o posto de venda mais próximo de sua casa, podem entrar em contato com Maria através do telefone (781) 475-4795.O nome dos ganhadores serão divulgados no programa de rádio Good Morning America e Good Morning Brasil, pela emissora de rádio 1360AM.

 

O que é LMC?

A leucemia mieloide crônica (também chamada de leucemia mielogênica crônica) é um tipo de câncer que afeta as células mieloides (subtipo de glóbulos brancos) presentes na medula óssea.

A medula óssea é responsável pela produção de todas as células do sangue do nosso corpo, subdivididas em glóbulos vermelhos (hemoglobina), plaquetas e glóbulos brancos. Os três principais tipos de glóbulos brancos são granulócitos, monócitos e linfócitos e, no caso específico deste tipo de leucemia, as células anormais (malignas) se desenvolvem nas que dão origem aos granulócitos e monócitos, também conhecidas como células mieloides.

Essa alteração no DNA das células mieloides proporciona uma vantagem às células malignas em termos de crescimento e sobrevivência, pois as células doentes passam a ter maior sobrevida do que os glóbulos brancos normais, que continuam em produção. Diferente da leucemia mieloide aguda, a leucemia mieloide crônica permite o desenvolvimento de outras células normais na medula óssea, sendo essa a explicação para a progressão menos severa da doença.

Essa doença acomete principalmente adultos. A frequência da doença aumenta com a idade, passando de aproximadamente um caso a cada 1 milhão de crianças nos primeiros dez anos de vida, um caso em cada 100 mil indivíduos aos 50 anos e a um caso em cada 10 mil indivíduos acima de 80 anos. O comportamento da doença em crianças e adultos é similar, no entanto, o resultado de um transplante de células-tronco hematopoéticas (TCTH) é melhor em indivíduos mais jovens.

A única possibilidade de recuperação total é o transplante de medula óssea, que deve ser de um doador com um tipo de tecido compatível, quase sempre um parente próximo. Ele bastante eficaz durante os estádios iniciais da doença e é consideravelmente menos eficaz durante a fase acelerada ou a crise blástica. Foi recentemente demonstrado que o interferão alfa pode normalizar a medula óssea e induzir a remissão, mas ainda não se conhecem os seus benefícios a longo prazo.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 2014/07/23 em Noticias

 

CDLE se prepara para homenagear governador de MA

Membros da CDLE durante a oitava reunião

Membros da CDLE durante a oitava reunião

Durante a oitava reunião da Câmara dos Dirigentes Lojistas e Empreendedores nos Estados Unidos (CDLE/USA), os diretores discutiram vários assuntos importantes, entre eles uma homenagem que será feita ao Governador de Massachusetts, Deval Patrick. O presidente da entidade, João Arruda de Melo, deixou claro que cada membro deve ajudar para que este evento aconteça com sucesso.

Esta homenagem acontecerá no final de agosto e a ideia é entregar ao Governador uma homenagem em reconhecimento pelo serviço prestado em prol do estado e pela comunidade imigrante de um modo geral. Os membros Júlio Morais e Ester Sanches ficaram encarregados de manter contato com Deval Patrick para determinar data e horário desta homenagem. “Somente depois que ele colocar em sua agenda é que podermos seguir com os preparativos”, explica o presidente.

Apesar de não ter data e nem local definido, ainda, o Diretor Internacional da entidade, Fernando Fagundes sugeriu que o assunto já seja apresentado à mídia, nos sentido de ir preparando os empreendedores para o evento.

Outros assuntos foram apresentados, entre eles as metas do segundo semestre deste ano. João explica que a entidade sempre zelou por organizar cada trabalho com muita antecedência. “Desta forma tempos tempo para cuidar de cada detalhe”, continua.

Um destaque nesta reunião foi a presença de Fernanda Madrona, representante da Spring, a convite de George Gonser, que participou do evento para mostrar a sua visão estratégica junto à CDLE.

Através de slides e material impresso, ela apresentou todos os serviços em que a CDLE pode fazer parceria, tais como Seguro de Saúde, Seguro de Vida e Invalidez, Cobertura Voluntária e Individual, Benefícios da Cooperativa Spring, proteção e Aposentadoria. Os membros da entidade tiveram a oportunidade de tirar suas dúvidas, pois após a palestra, a equipe, ao lado de Stephanie Zelinun se colocaram à disposição para responder às perguntas.

Uma das perguntas foi feita por Fernando Fagundes e Daniel Pereira, que queriam saber como a CDLE pode fazer parcerias e quais os benefícios. Tiago Batista e Paulo Carvalho sugeriu que fosse feito um contrato por tempo determinado e que todo o material impresso pela CDLE leve a marca da Sprint.

Após uma sessão de perguntas, João Arruda falou sobre uma empresa que também pretende fazer uma parceria com a entidade e colocar um capital de giro limitada em US$ 50 mil e juros de 3.99. O representante desta instituição não compareceu.

Ficou marcada para o dia 12 de agosto, no 495 Medford Street em Somerville, a próxima reunião da CDLE, onde serão definidos tudo sobre a homenagem ao Governador, bem como demais detalhes.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 2014/07/22 em Noticias

 

Brasileira acusa empresário de assédio sexual e moral em Weymouth (MA)

Fachada da loja onde aconteceram os assédios

Fachada da loja onde aconteceram os assédios

A capixaba M.G. se diz vítima de assédio por parte do empresário brasileiro na cidade

Trabalhando há seis anos como tradutora, intérprete e notária pública, a capixaba M.G., 41 anos, se diz vítima de assédio sexual e moral por parte do proprietário da loja que ela prestava serviços. O nome da vítima foi omitido, usando apenas as suas inicias, para garantir a privacidade dela.

Em uma entrevista, M.G. contou como tudo aconteceu e fez questão de relatar cada detalhe desta história. Ela explicou que há cerca de seis anos começou a prestar serviços para a Belo Art, uma loja de produtos brasileiros na cidade de Weymouth (Massachusetts).

M.G. que é natural de Vila Velha, no Espírito Santo, iniciou os seus trabalhos nesta loja, realizando serviços de tradutora, intérprete e notaria pública. Com o passar do tempo, ela se tornou conhecida na região e propôs ao empresário Verino Santos Neto (dono da loja) que ele alugasse uma sala no fundo do estabelecimento para que ela se tornasse independente. “Ele aceitou e combinamos um valor de US$600 por mês”, continua.

De acordo com ela os problemas entre os dois começaram no final de abril, após um show da dupla Rick e Renner. M.G. também é colunista social e como seu esposo não tem condições de estar com ela em todos os eventos brasileiros que ela cobre, o empresário Verino se ofereceu para acompanhá-la. “Como já estou na loja dele há seis anos e meu marido adquiriu uma confiança nele, não houve motivos para recusar”, disse.

Mas após o show, segundo ela relata, o empresário tentou agarrá-la dentro do carro. M.G. ficou assustada e chamou a atenção dele dizendo que o que ele tinha em mente não iria acontecer. “Mas depois disso, dentro da loja, ele ficava passando a mão em mim e tentava me agarrar. Mesmo diante das minhas ameaças, ele não se intimidava”, explicou. “Ele dizia que se eu não ficasse com ele deveria sair da loja”, continua.

Como o empresário colocou a loja à venda por um valor em torno de US$40 mil, ela ofereceu para comprar, mas ele teria dito que para ela só venderia por US$60 mil. “Eu disse que pagava a vista, mas ele se recusou. Foi então que eu pedi um prazo de um mês para encontrar um outro local para realizar os meus trabalhos”, explica.

Depois que ele percebeu que não aconteceria nada entre os dois, segundo o relato da vítima, o empresário começou a perseguí-la moralmente. Ele fazia questão de falar em alta voz para que os clientes da loja ouvissem. “Ele gritava que tinha passado a mão em mim e que eu gostei e que meu marido era corno manso por não ter batido nele quando descobriu a história”, se emociona ao falar.

No sábado (19), a mesma história se repetiu e o empresário dizia aos clientes que  M.G. evitou ele mas gostou quando lhe passou a mão. Diante disso, ela decidiu chamar a polícia que chegou ao local e mesmo assim não intimidou o acusado. “Algemado, ele gritava as mesmas palavras ofendendo a mim e ao meu marido”, disse.

A vítima não soube informar, mas acredita que o empresário está vivendo em situação ilegal nos Estados Unidos. Ela disse que ele entrou com visto há 10 anos, mas o prazo de permanência expirou neste mesmo tempo. “Acho que vão checar a sua situação imigratória”, acrescenta.

M.G. disse que ficou tão indignada com os ataques do empresário que acabou denunciando à polícia que ele vendia em sua loja remédios sem autorização. Os policiais foram checar e encontraram caixas de medicamentos. Ele foi preso sem direito a fiança e aguarda decisão da justiça para saber se vai responder ao processo em liberdade ou preso. Isso pode acontecer nesta segunda-feira.

 

 

 
Deixe um comentário

Publicado por em 2014/07/21 em Noticias

 

Brasileiro é preso por dirigir a quase 200 km/h na I-495

O equipamento do policial marcou que o brasileiro estava a mais de 100 mph (mais de 160 km/h)

O equipamento do policial marcou que o brasileiro estava a mais de 100 mph (mais de 160 km/h)

O policial disse que Douglas Pinto, de Milford (MA), exalava um forte cheiro de álcool

Um policial estadual parou um homem que mora em Milford (Massachusetts) porque ele estava conduzindo um veículo a uma velocidade superior a 100 mph (mais de 160 quilômetros por hora). A prisão aconteceu na sexta-feira (18), na Interestadual-495, e segundo o boletim de ocorrência, o veículo chegou a marca de 120 mph antes de parar.

Ainda segundo os relatos do policial, o brasileiro Douglas R. Pinto, 23 anos, estava embriagado quando foi abordado.

O policial estava monitorando a velocidade dos veículos que passavam pela rodovia, utilizando um “Lidar”, aparelho semelhante a um radar. Em dado momento ele avistou a BMW que vinha em alta velocidade em sua direção. “Eu confirmei a velocidade com o equipamento que registrou 106 milhas por hora”, disse o oficial em seu relatório.

Assim que percebeu a alta velocidade, o policial parou o carro e foi conversar com Douglas. Ele disse que notou um forte cheiro de álcool no brasileiro, o qual disse que tinha bebido apenas uma cerveja. O passageiro do veículo informou que eles estavam vindo de um restaurante em Boston (MA) e que iam para casam em Milford.

Quando o policial disse que ele estava dirigindo a 106 mph, o brasileiro negou e tento explicar que acelerou até 120 mph porque tentava ultrapassar uma grande carreta que estava na pista.

O brasileiro foi levado para o quartel da polícia estadual, onde fez testes de sobriedade. O bafômetro marcou 0.07 e o limite legal é de 0,08. No entanto, o departamento de polícia informou que ele pode ser acusado de dirigir embriagado, mesmo com nível baixo de álcool, se o policial analisar que a bebida prejudicou o motorista.

O brasileiro foi acusado de dirigir um veículo motorizado sobre a influência de bebida alcoólica e direção perigosa. Ele também foi citado por excesso de velocidade.

Durante uma audiência no Tribunal Distrital de Framingham (MA), o Juiz Douglas Stoddart o liberou sem precisar pagar fiança e determinou que ele só pode dirigir entre 6:00 a.m. e 07:00 p.m., a menos que o “Registry of Motor Vehicles” decida suspender a sua licença.

Ele deve voltar ao tribunal no dia 22 de agosto para uma conferência de pré-julgamento.

tv por assinatura tom01

 
Deixe um comentário

Publicado por em 2014/07/21 em Noticias

 

Deportado quatro vezes, imigrante é preso por molestar menina de 9 anos

Israel foi preso dormindo ao lado de dois pares de calcinha de criança

Israel foi preso dormindo ao lado de dois pares de calcinha de criança

Israel Andrade foi preso enquanto dormia ao lado de dois pares de calcinhas de criança

Um homem que foi deportado dos Estados Unidos quatro vezes, agora é acusado de molestar sexualmente uma menina de apenas nove anos de idade no Texas. Segundo as autoridades, Israel Andrade, 35 anos, foi preso no sábado (12), e teria invadido uma casa e cometeu o crime enquanto a vítima dormia.

A vítima disse, ainda, que Israel tinha um sotaque espanhol muito pesado. “Ele me pediu para segui-lo até o quarto, mas eu corri até o quarto de seus pais”, acrescenta. O suspeito fugiu em direção oposta.

Os celulares dos pais e o computador foram roubados, mas um dos aparelhos telefônicos foi recuperado, na casa de um parente de Israel, cerca de um a milha da casa da vítima. O acusado estava dormindo ao lado de dois pares de calcinha de criança no momento da prisão.

Os investigadores informaram, também, que através de pegadas encontradas, Israel teria visitado a casa do vizinho da vítima na noite de sexta-feira (11). O suspeito foi acusado de roubo de residência, invasão a domicílio com intensão de roubar e cometer outro crime, abuso sexual de uma criança (crime de primeiro grau).

Israel foi deportado em julho de 2003, em fevereiro de 2004, em setembro de 2009 e em dezembro de 2010. Os parentes do acusado informaram que ele chegou ao Texas há um mês.

BANNER DANILO BLOGbanner garralogo cdlebanner hitech auto centerbanner ctib

 
Deixe um comentário

Publicado por em 2014/07/16 em Noticias

 
 
Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 395 outros seguidores